AMOR DE PERDIÇÃO

AMOR DE PERDIÇÃO, de Camilo Castelo Branco, conta-nos a história de Simão Botelho e de Teresa de Albuquerque.

Como em tantas histórias de amor, também esta se viu destinada à dor da impossibilidade. Domingos Botelho e Tadeu de Albuquerque não podiam aceitara traição dos filhos ao bom da família. Por amor, ambos se desgraçaram. Simão deu uso às pistolas que esquecera durante anos, e Teresa foi forçada a viver na clausura de um convento. Mas as duas pobres almas, pobres e enamoradas, não se permitiram esquecer o sofrimento que as unia. Acreditando que noutra vida poderiam ser felizes, deixam-se morrer.

No âmbito do estudo desta obra, foi proposto aos alunos das turmas 11ºA e 11º B, dos anos letivos 2019-20 e 2020-21, que vestissem um dos heróis românticos desta novela camiliana e escrevessem uma carta na qual informam o outro sobre a decisão de “não morrer”. Eis o mote para a exposição AFINAL NÃO QUERO MORRER.

As ilustrações (cópias) são da artista Ilda David que, no ano de 2014, organizou na Casa Camilo uma exposição intitulada “Azul de Perdição”.